Moscatel de Setúbal Alambre 30 anos

ALAMBRE 30 ANOS

D.O.C. MOSCATEL DE SETÚBAL

Moscatel de Setúbal é um vinho generoso com Denominação de Origem Controlada (D.O.C.), reconhecida desde 1907. No entanto, a José Maria da Fonseca é produtora de Moscatel de Setúbal desde 1834 o que nos possibilita ter um património inédito de vinhos moscatéis.

Quando as uvas chegam à adega, começa-se por analisar o grau provável das mesmas, de maneira a que a adição de aguardente seja efectuada no momento ideal para que a fermentação pare. Após um contacto pelicular de 5 meses, inicia-se no mês de Março a prensagem das massas, e o vinho que daqui resulta é lotado com o vinho lágrima.

Na produção dos Moscatéis de Setúbal José Maria da Fonseca existe um enorme cuidado na selecção dos lotes que compõem este produto. As colheitas que constituem este vinho de lote envelhecem em pipas usadas de carvalho utilizadas até a data de engarrafamento.


FICHA TÉCNICA

REGIÃO

PENÍNSULA DE SETÚBAL

ÁREA DA VINHA

-/-

ARGILO-CALCÁRIO

PRODUÇÃO

325

PRODUÇÃO DE VINHO

ENGARRAFADO

-/-

SEM INFORMAÇÃO

CASTAS

100

MOSCATEL DE SETÚBAL

ANÁLISES

18.7

TEOR DE ÁLCOOL

5.7

ACIDEZ TOTAL
(ÁCIDO TARTÁRICO)

3.44

pH

190

AÇÚCAR RESIDUAL

CONSERVAÇÃO

12º

TEMPERATURA

60

HUMIDADE

LONGEVIDADE

-/-

INDETERMINÁVEL

NOTAS DE PROVA

COR

Âmbar

AROMA

Caramelo, frutos secos, trufa, figos e cogumelos

PALADAR

Frutos secos, muito macio, acidez presente mas equilibrada. Redondo.

FINAL DE PROVA

Muito rolongado

VINIFICAÇÃO

A fermentação é parada com a adição de aguardente neutra mantendo-se o vinho em maceração pelicular durante 5 meses. Após este período é feita a sangra que posteriormente é loteada com o vinho de prensa.

ENVELHECIMENTO

A idade de colheita do lote de 30 anos varia entre 30 a 40 anos de envelhecimento em pipas usadas de carvalho.

MODO DE SERVIR

A uma temperatura de 16ºC, como acompanhamento de sobremesas.


content