02 DEZ 2013

RELATÓRIO DE VINDIMA

RELATÓRIO DE VINDIMA DO ANO 2013

“O ano de 2013 foi bastante chuvoso e frio no Inverno e de temperaturas extremamente elevadas nos meses de Julho e Agosto. Ainda assim, nas regiões onde a José Maria da Fonseca opera, conseguiram-se produzir vinhos de alta qualidade, essencialmente os brancos, estando a equipa de enologia satisfeita com os mesmos.”

Domingos Soares Franco
Enólogo Sénior

O ano agrícola de 2013 teve um Inverno e Primavera muito chuvosos e frios. O abrolhamento começou duas semanas mais tarde que o normal. Na altura da floração fez frio e houve alguma precipitação, facto que provocou algum desavinho e baguinha em algumas castas, como é o caso do Moscatel de Setúbal e do Castelão.

Para o Verão havia previsões de temperaturas mais baixas do que o normal, o que não se veio a verificar. A chuva parou em fins de Maio e em meados de Junho começou a aquecer bastante. Julho e Agosto foram meses muito quentes, os mais quentes dos últimos 80 anos, quase sempre acima dos 35°C, tendo a temperatura chegado aos 49°C com 10% de humidade na Península de Setúbal. Houve vários picos diários acima dos 40°C. Sempre com pouca humidade.

Em Setembro choveu um pouco, tendo sido parada a vindima para recuperar da diluição do mosto, facto que fez atrasar o finalizar da apanha da uva.

A longuíssima vindima da Península de Setúbal ocorreu de 19 de Agosto a 21 de Outubro, no Alentejo de 28 de Agosto a 9 de Outubro e no Douro de 16 a 19 de Setembro

Nos vinhos brancos temos um ano de qualidade boa, com aromas limpos e característicos às diversas castas, finos e equilibrados no paladar com muito boa acidez. Em relação à quantidade foi um pouco abaixo da média, dependendo no entanto de casta para casta.

Nos vinhos tintos, registámos um ano de qualidade média, cor mediana, aromas intensos e limpos, característicos das diversas castas, acidez um pouco elevada assim como os taninos. A quantidade foi um pouco abaixo da média, como nos brancos.

No Moscatel de Setúbal, é ainda cedo para fazer avaliações de qualidade, pois ainda estão em maceração mas pensamos que será um bom ano. A quantidade, como nos restantes vinhos, foi um pouco abaixo da média.


VER MAIS NOTÍCIAS   

content