04 DEZ 2014

LANÇAMENTO DE MOSCATEL DE SETÚBAL SUPERIOR 1911 ATINGE VENDAS DE 50 MIL EUROS

O LEILÃO DE LANÇAMENTO DESTE MOSCATEL DE SETÚBAL CENTENÁRIO DA JOSÉ MARIA DA FONSECA SUPEROU TODAS AS EXPECTATIVAS PERANTE UMA SALA CHEIA DE INTERESSADOS, COLECCIONADORES E INVESTIDORES

Foi esta semana, na passada terça-feira, dia 2 de Dezembro, que o lançamento em Leilão do Moscatel de Setúbal Superior 1911 da José Maria da Fonseca rendeu cerca de 50 mil euros. Num Leilão de casa cheia, foram vendidas 100 garrafas de 500ml das 180 unidades produzidas desta edição especial deste vinho, cujo lançamento comemora os 180 Anos da empresa. Os 35 lotes foram ainda complementados com outros vinhos da empresa, nomeadamente outros Moscatéis de Setúbal e Moscatéis Roxos mais antigos, como colheitas de 1900, 1904, 1908, 1947 (100 pontos no The Wine Advocate de Robert Parker) ou o Setúbal Superior 1955.

Cerca de 100 pessoas entre especialistas do sector, apreciadores e outros investidores fizeram as suas licitações para os diferentes lotes que chegaram a ultrapassar os 3000 euros. No final da cerimónia, a cargo do Palácio do Correio Velho estava angariado um montante que superou todas as expectativas.

O lançamento de Moscatéis de Setúbal raros em Leilão significa o retomar de uma tradição da empresa que fazia estes Leilões nos anos 50 e 60. Os mais recentes realizaram-se em 2011 e 2008, nos quais foram lançados respectivamente o Moscatel de Setúbal Superior de 1955 e o Moscatel Roxo Superior de 1960. Para António Soares Franco, Presidente do Conselho de Administração da José Maria da Fonseca, “o objectivo do Leilão foi o de reforçar o prestígio e a imagem da empresa e do Moscatel de Setúbal como vinho generoso de eleição num ano especialmente importante para nós em que comemoramos 180 anos. Tal objectivo foi plenamente atingido quer pelo interesse que este lançamento motivou, quer pelos valores que as garrafas atingiram”.

Sobre o Moscatel de Setúbal Superior 1911

Domingos Soares Franco pretende respeitar esta tradição, por isso decidiu agora lançar este vinho tão especial, que envelhecia em cascos de madeira, na Adega dos Teares Velhos, em Azeitão, há mais de 100 Anos.

Devido à sua idade, este Moscatel de Setúbal Superior 1911 apresenta um tom âmbar escuro bastante carregado e uma concentração invulgar. Tem um aroma bastante complexo a frutos secos, mel e especiarias. O paladar é intenso, mas delicado, untuoso e muito longo.

Para Domingos Soares Franco, enólogo responsável da José Maria da Fonseca “Herdeira de um património único a nível de Moscatéis de Setúbal, e da consequente responsabilidade que isto representa, é para a José Maria da Fonseca um orgulho e uma honra apresentar esta edição especial comemorativa dos 180 anos da empresa, o Moscatel de Setúbal Superior 1911, da qual apenas se produziram 180 unidades.”

Desta edição especial deste vinho foram produzidas apenas 180 garrafas de meio litro, das quais 100 garrafas irão a Leilão no próximo dia 2 de Dezembro. O remanescente permanecerá na colecção da José Maria da Fonseca.


VER MAIS NOTÍCIAS   

content